Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

ECONOMIA

Reajuste do salário mínimo também impacta beneficiários do INSS

Outras categorias, como MEI e programas relacionados ao CadÚnico, também serão afetadas

Por Redação SDI

O valor do salário mínimo para 2024 foi definido pelo Governo Federal, estabelecendo-se em R$ 1.412. Este aumento de R$ 92 sobre o valor anterior representa um reajuste de 6,97%.

O critério adotado para o reajuste do salário mínimo incluiu o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) acumulado nos últimos 12 meses até novembro, somado ao crescimento real do Produto Interno Bruto (PIB) dos dois anos anteriores.

Desta forma, a determinação do novo salário mínimo incorporou uma composição de fatores, incluindo um índice de inflação de 3,85% e um crescimento econômico de 3%.

Impacto para aposentados do INSS

A alteração no salário mínimo afeta diretamente os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Sendo assim, todos os beneficiários cujas pensões são atreladas ao mínimo receberão, pelo menos, R$ 1.412.

Para aqueles que recebem valores superiores ao mínimo, o reajuste será menor, baseando-se exclusivamente na inflação, sem considerar o aumento do PIB. 

O percentual específico de ajuste para esses casos ainda não foi anunciado.

Outros beneficiários afetados

  • Abono do PIS/Pasep
  • Benefício de Prestação Continuada (BPC/Loas)
  • Seguro-Desemprego
  • Programas vinculados ao Cadastro Único (CadÚnico)

 

Além disso, Microempreendedores Individuais (MEIs) e indenizações judiciais são outras categorias que sentirão o impacto do novo salário mínimo.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Veja também:

Redução abaixo do esperado dos juros na China, alta dos juros nos EUA e Boletim Focus influenciaram queda
Voo precisou ser remarcado a aeronave chegou ao destino com sete horas de atraso
Vendas de carros de passeio eletrificados atingiram 93.927 em 2023, um crescimento de 91% sobre 2022
A festa popular é celebrada em diversos países, alguns sem tradição católica
Proprietário e mecânicos podem ser indiciados por homicídio culposo
“Perdão coletivo” apresentou mudanças em 2023 e exclui condenados no 8/1, sentenciados por violência contra a mulher e chefes de facções