Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

IPCA 15

Preços sobem 0,78% em fevereiro com impacto da educação

Percentual ficou abaixo das expectativas do mercado, que esperava um acréscimo de 0,82%

Por Redação SDI

Foto de uma sala de aula
Foto: Agência Brasília via Flickr

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), considerado a prévia da inflação oficial do país, registrou uma alta de 0,78% em fevereiro, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

Esse aumento foi impulsionado principalmente pelo grupo Educação, que registrou alta de 5,07%, contribuindo com 0,30 ponto percentual no índice geral. Segundo o IBGE, o maior impacto partiu dos cursos regulares, que tiveram aumento de 6,13%.

Com esse resultado, o IPCA-15 acumula uma variação de 4,49% nos últimos 12 meses, ficando abaixo das expectativas do mercado, que esperava uma alta de 0,82% em fevereiro e 4,53% em 12 meses.

Grupos do IPCA

Dentre os grupos analisados, apenas Vestuário registrou deflação em fevereiro, com queda de 0,39% nos preços. Todos os outros oito grupos apresentaram alta, com destaque para Alimentação e Bebidas (0,97%), Saúde e Cuidados Pessoais (0,76%) e Comunicação (1,67%).

No grupo Educação, os reajustes escolares foram responsáveis pela maior parte da alta, com cursos regulares subindo 6,13%. Além disso, todos os subitens de escolas particulares tiveram altas significativas.

A alimentação no domicílio continua sofrendo pressão devido à oferta mais escassa e efeitos do El Niño, com destaque para itens como cenoura, batata-inglesa, feijão-carioca, arroz e frutas, que registraram altas expressivas em fevereiro.

Apesar da surpresa positiva com o dado, analistas destacam que medidas subjacentes e núcleos relevantes para o Banco Central ainda estão em patamares elevados. 

A expectativa é de que haja um arrefecimento nos próximos meses, especialmente em Alimentação e Bens Industriais.

A média de cinco núcleos de inflação veio acima da expectativa do mercado, mostrando preocupação com as medidas de núcleos e o mercado de trabalho aquecido. Isso indica que o Banco Central deve manter a cautela, mas seguir com os cortes na taxa básica de juros.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Veja também:

Outras categorias, como MEI e programas relacionados ao CadÚnico, também serão afetadas
Norma criada pelo governo Bolsonaro que permitia trabalho em domingos e feriados foi revogada
Evento programado a pedido do presidente Lula foi pensado como uma celebração da democracia, um ano após os atos de 8 de janeiro de 2023
Segundo o Banco Central, foram retirados R$ 87,8 bilhões da caderneta de poupança no último ano
Promulgada em dezembro, a emenda constitucional requer leis para esclarecer aspectos como a taxa do novo Imposto sobre Valor Agregado (IVA)
Onze candidatos se apresentaram para disputar as eleições, que acontecem em novembro