Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

ECONOMIA

Poupança: brasileiros fazem o 2º maior saque da história em 2023

Segundo o Banco Central, foram retirados R$ 87,8 bilhões da caderneta de poupança no último ano

Por Redação SDI

Em 2023, os brasileiros realizaram o segundo maior saque da história da caderneta de poupança, totalizando R$ 87,8 bilhões retirados, conforme dados divulgados pelo Banco Central do Brasil nesta segunda-feira (08). 

Este é o terceiro ano seguido em que os saques superaram os depósitos, com 2022 apresentando uma retirada líquida de R$ 103,2 bilhões e 2021 de R$ 35,4 bilhões.

Inflação e inadimplência

Segundo especialistas, o crescimento da inflação, que atingiu 4,68% em 2023 e um pico de 12,13% em abril de 2022, tem impactado diretamente o poder de compra da população. 

Com a redução do dinheiro disponível, aumenta a necessidade de sacar recursos da poupança, que historicamente é uma opção de investimento bastante popular no Brasil.

Outro aspecto que contribui para essa tendência de retiradas é o alto endividamento das famílias brasileiras. 

Dados do Banco Central dão conta que, até outubro do ano passado, havia um endividamento de 47,6% no setor financeiro.

Além disso, números recentes da Serasa apontam que, em novembro, cerca de 71,81 milhões de brasileiros estavam em situação de inadimplência.

Em busca de rentabilidade

Complementando este cenário, o acesso a opções de investimento com rentabilidade mais atrativa, como o Tesouro Direto, também tem influenciado a saída de recursos da poupança, especialmente nos últimos dois anos.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Veja também:

TEC também será extinto, mas agendamentos serão processados até fevereiro
Onze candidatos se apresentaram para disputar as eleições, que acontecem em novembro
Saída de Elisabeth Borne acontece seis meses antes das eleições europeias de junho
Somados à participação no Enem, o estudante poderá receber um total de R$ 9,2 mil
Projeto de Lei está em análise na Comissão de Segurança Pública
A festa popular é celebrada em diversos países, alguns sem tradição católica