Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

MUNDO

ONU convoca sessão de emergência sobre Gaza para esta terça

Reunião foi agendada após EUA vetar resolução que pedia cessar-fogo humanitário na região

Por Redação SDI
11/12/2023

A Assembleia-Geral das Nações Unidas (ONU) convocou uma sessão de emergência para esta terça-feira (12) para discutir a situação na Faixa de Gaza. 

A reunião foi agendada após o veto dos Estados Unidos a uma resolução do Conselho de Segurança da ONU que pedia um cessar-fogo humanitário na região.

A convocação para retomar a sessão foi feita pelo presidente da Assembleia-Geral, Dennis Francis, junto aos representantes do Egito e da Mauritânia. 

Eles invocaram a resolução 377 da ONU, conhecida como “Unidos pela Paz”, que permite à Assembleia-Geral fazer recomendações quando o Conselho de Segurança não consegue agir para manter a paz e a segurança internacionais.

A carta conjunta ressalta a deterioração da situação em territórios palestinos, incluindo Jerusalém Oriental e, especialmente, na Faixa de Gaza, destacando graves violações do direito internacional, humanitário e de direitos humanos. 

A reunião está programada para ocorrer às 17h00 (horário de Brasília).

Estados Unidos contra

O veto dos EUA à resolução da ONU sobre um cessar-fogo imediato em Gaza veio em um momento de elevado número de mortes desde o início do conflito. 

A resolução, apoiada por 13 países e abstida pelo Reino Unido, foi inicialmente proposta pelos Emirados Árabes Unidos e pedia por um cessar-fogo humanitário imediato, libertação incondicional de reféns e garantia de acesso humanitário. 

A proposta teve o apoio de pelo menos outros 97 países.

A votação de sexta-feira (08) aconteceu após uma rara invocação do Artigo 99 pelo secretário-geral da ONU, António Guterres, que permite convocar uma reunião do Conselho de Segurança sobre questões ameaçadoras à paz e segurança internacionais. 

Esta medida, que demonstra uma ação decisiva, não era utilizada desde 1989.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Veja também:

Batata-inglesa e azeite estão mais caros, em contrapartida, bacalhau e merluza tiveram preços reduzidos em comparação com o ano passado
Endividamento da população e complexidade financeira são os responsáveis, segundo a Contabilizei
Aumento dos aluguéis foi menor que em 2022, quando foi registrada a maior alta dos últimos 11 anos
Empresa se alavancou contraindo dívidas e vendendo apartamentos na planta
Governo guianense não considera a validade do plebiscito; oposição contesta os números
Empresário de Curitiba, Tony Garcia, afirma ter sido coagido a fazer gravações ilegais