Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

BRASIL

Mais de 12 empresas abriram por minuto no primeiro semestre de 2023

Setor de serviços lidera a lista, com 71,7% de empresas abertas

Por Redação SDI
16/10/2023

Foto de uma barraca de comida

Nos primeiros seis meses de 2023, o Brasil testemunhou a abertura de 2.117.073 novas empresas, o equivalente a uma média de 12 empreendimentos surgindo a cada minuto, de acordo com dados do Indicador de Nascimento de Empresas da Serasa Experian.

Esse total de novas empresas representa um aumento de 2,5% em comparação com o mesmo período do ano anterior. 

O setor de serviços se destacou nesse período, com 71,7% das novas empresas, o que equivale a mais de 1,5 milhão de empreendimentos, apresentando um crescimento de 5,8% em relação ao primeiro semestre de 2022.

Os setores de comércio (20,8%) e indústria (6,3%) completaram a lista.

Serviços de alimentação e MEI lideram

Entre os setores de serviços, o destaque vai para o segmento de serviços de alimentação, abrangendo atividades como bares, restaurantes, lanchonetes e food trucks, que registrou o maior número de aberturas, com 140.808 novos empreendimentos.

Segundo Cleber Genero, vice-presidente de Pequenas e Médias Empresas da Serasa Experian, o crescimento notável nos setores mencionados evidencia a tendência de expansão do setor de serviços.

Ele destaca que esse crescimento deve continuar, principalmente devido ao baixo investimento necessário e à velocidade de retorno, que pode ser mais rápida, especialmente na área da alimentação.

No que diz respeito à natureza jurídica das empresas abertas, os microempreendedores individuais (MEIs) lideraram, representando 77% do total de empreendimentos abertos no primeiro semestre, seguidos por sociedades limitadas (18,3%). Em seguida, aparecem empresas individuais (2,6%) e demais tipos (2,1%).

Quanto à distribuição regional, o Sudeste liderou com a criação de 1.071.737 empresas nos primeiros seis meses de 2023, seguido pelo Sul, com 402.256 novos empreendimentos, Nordeste, com 334.580, Centro-Oeste, com 201.984, e Norte, com 106.516.

Analisando por estados, São Paulo se destacou com o maior número de novos negócios, enquanto o Amapá registrou o menor número.

Em termos de crescimento, Mato Grosso apresentou o maior aumento em comparação com o ano anterior.


Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Veja também:

Vice-presidente, Geraldo Alckmin, prometeu apoio do governo, incluindo um empréstimo internacional de U$ 40 milhões
Desconfiança dos consumidores puxou as vendas online para baixo, causando um prejuízo de 45,1% na receita líquida e 99 lojas fechadas
Candidato peronista teve 9,6 milhões de votos, representando 36,68% do total.
Redução abaixo do esperado dos juros na China, alta dos juros nos EUA e Boletim Focus influenciaram queda
Temperaturas altas permanecem em outras regiões, mas pode chover
Unesco entrevistou 2.400 pessoas entre junho e outubro de 2023