Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Investindo em ano de eleição

É possível observar que, em ano eleitoral, foi durante o mês de maio que as ações, juros e o dólar passaram a reagir mais intensamente às eleições.

 

Levando em conta essa realidade, o melhor a fazer é procurar investir em ativos pouco voláteis e que carregam uma grande segurança financeira.

 

Ativos que pouco oscilam, comparado ao mercado de ações.

 

Entre títulos públicos, investimentos no exterior e imóveis, este último se destaca por ser uma opção tradicional, segura e que, historicamente, traz bons retornos.

HÁ 11 MIL ANOS QUE ESSE INVESTIMENTO GERA RESULTADOS!

Na imagem acima, está o empreendimento imobiliário Göbekli Tepe, na Turquia, construído por volta de 9 000 a.C.

Desde o começo da civilização, o ser humano prioriza a moradia.

 

A compra e venda de imóveis, terrenos e outros empreendimentos sempre foi lucrativa e comum na sociedade.

 

Vivemos em uma época em que muitos de nós esquecem-se que, quando se trata de investimento e proteção de patrimônio, não dá para brincar – você precisa se agarrar em algo seguro e que ao mesmo tempo seja lucrativo, principalmente em ano de eleição.

INVESTIMENTO NO MERCADO IMOBILIÁRIO

Falando de investimentos, o mercado imobiliário é incomparável.

 

Sobrevive a qualquer cenário.

 

Aconteça o que acontecer: se colocarmos segurança, rentabilidade e longo prazo na mesma frase, só o mercado imobiliário consegue se sobressair.

 

E o ramo de imóveis está consideravelmente aquecido.

 

Um levantamento divulgado pela Brain Inteligência Estratégica, em março de 2021, atesta a confiança e o interesse que o brasileiro tem por imóvel como forma de investimento. 

 

O resultado da pesquisa, realizada com seis mil pessoas com renda acima de R$ 10 mil, revelou que 57% daqueles que ainda não possuem imóveis como investimento, desejam fazer uma aquisição com esse objetivo. 

 

Do total de futuros investidores, a maioria visa obter rentabilidade por meio de aluguéis de imóveis (54%), um terço quer ter o imóvel como reserva de valor (32%) e 14% querem comprar para revender.

AQUISIÇÃO IMOBILIÁRIA: PARCELADA E COM ECONOMIA.

No entanto, fica a dúvida: como investir em um imóvel de forma parcelada, sem deixar que os juros de um financiamento, por exemplo, consumam toda a rentabilidade do investimento?


A primeira resposta que vem à mente é pagando à vista.


Neste caso temos 2 problemas:


1 – Nem todo mundo tem dinheiro para investir à vista;


2 – Quem tem, se optar por pagar à vista, estará fazendo uma das maiores

loucuras da vida.


Explicamos:


Nenhum investidor experiente vai te aconselhar a se descapitalizar em uma única transação. 


Isso é arriscadíssimo!


Sem contar que em uma aquisição imobiliária, você precisa de dinheiro para reformas ou, caso compre um terreno, para construir.


Ter dinheiro na conta é ter poder de fogo para aproveitar oportunidades e você não pode se descapitalizar.


O que fazer então? Recorrer a um financiamento e pagar juros?


É uma opção. Não existe nem certo e nem errado. Cada caso é um caso.


Porém, o consórcio se destaca como aquisição econômica e inteligente.

O NOVO CONSÓRCIO 2.0: VELOCIDADE E ECONOMIA

O preconceito sobre o consórcio é absurdo.


Muita gente ainda encara o consórcio como loteria.


Sim, existe a forma de contemplação por sorteio. Não é a que indicamos.


Você não pode depender de sorte para nada.


A outra forma de contemplação no consórcio é por lance.


O passo a passo é o seguinte:


Você entra em um grupo de consórcio (mas sem antes analisar e escolher de forma estratégica qual o grupo), oferta um lance (também analisado antecipadamente para dar o valor correto) e bingo! 


Você é contemplado.


Claro que você pode ser contemplado no primeiro, segundo, terceiro mês – tudo depende do seu planejamento e do seu perfil.


Sabe aquele dinheiro que você entregaria como entrada em um financiamento?


Você pode ofertar esse valor como lance no Consórcio 2.0 e contemplar.


Você não paga juros, apenas um pequeno emolumento de administração.


Tem acesso a parcelas mais baixas e pode pagar em menos tempo.


Você pode escolher: (i) entrar de qualquer jeito no consórcio e depender da sorte ou (ii) entrar de forma estratégica no novo consórcio 2.0, com a ajuda de uma equipe qualificada que fará análises de grupos, de qual lance é o ideal para contemplação, etc.


Além disso, existe uma forma de ofertar o lance, sem precisar tirar nada do seu bolso inicialmente. Trata-se do lance embutido, que retira parte do valor da própria carta para ser ofertada. 


Existem várias opções!


Com esse conteúdo, esperamos ter respondido a dúvida: onde investir em ano de eleição!


Entre em contato conosco e vamos planejar juntos a sua próxima aquisição e pensar com números em tela, com prazos e comparações.


Esperamos o seu contato, preencha o formulário aqui abaixo.

Compartilhe:

Veja Mais:

Pronto para compreender os detalhes do IPVA 2024? Se você ainda não quitou o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores, chegou a hora de conhecer as particularidades desse tributo...
Hoje é dia de comemorar! De dar as boas vindas ao novo membro da Redesul Consórcios: o RED. Antes de revelar quem ele é, vamos falar sobre o que ele...
Quem está pensando em comprar a casa própria ou mesmo aumentar seu patrimônio imobiliário, deve pesquisar com bastante critério todas as alternativas possíveis para entender qual é a melhor solução...
Assumir um consórcio é assumir um investimento à longo prazo e, por vários motivos, sejam imprevistos financeiros ou planos que acabam mudando ao longo do tempo, pode chegar o dia...
Quem é que não tem pelo menos uma conta pra pagar no início do mês? Pode ser conta grande, como o boleto do financiamento e a fatura do cartão, ou...
Quando as pessoas resolvem pensar sobre suas finanças, boa parte delas percebe que não consegue manter um controle. Isso acontece porque muita gente não sabe ou não entende quase nada...