Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

BRASIL

Comércio eletrônico: Black Friday 2023 registra queda nas vendas e faturamento

Evento ficou abaixo das expectativas pelo segundo ano consecutivo

Por Redação SDI
27/11/2023

Dados fornecidos pela plataforma Hora a Hora, da Neotrust, em parceria com a ClearSale mostram que a Black Friday de 2023 no comércio eletrônico brasileiro apresentou um desempenho abaixo das expectativas.

Entre a 0h de quinta-feira (23) e 23h59 de domingo (26), foram realizados 8,2 milhões de pedidos, representando uma queda de 16,3% em comparação com o mesmo período de 2022. 

Apesar do crescimento de 2,1% no ticket médio em relação a 2022, totalizando R$ 639,47, o faturamento total do comércio eletrônico teve uma redução significativa de 14,6%, atingindo R$ 5,2 bilhões.

O evento ficou abaixo das expectativas pelo segundo ano consecutivo e essa queda pode estar relacionada a diversos fatores, como a desaceleração pós-pandemia no e-commerce, que reduziu os pedidos de compras, e a diluição das vendas ao longo de novembro, evitando concentração apenas na Black Friday.

Os resultados frustraram as expectativas a Black Friday, pois se esperava um aumento anual de 12% no faturamento.

“Esquenta” mais frio

O “Esquenta Black Friday”, realizado semanas antes do evento, já indicava uma temperatura mais morna para a data. Dados da Neotrust mostraram uma queda de 6,7% no faturamento do e-commerce nos primeiros 15 dias de novembro em comparação a 2022, totalizando R$ 6,92 bilhões.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Veja também:

A previsão é que o impacto gere uma despesa primária de até R$ 8,6 bilhões em quatro anos
Aumento dos aluguéis foi menor que em 2022, quando foi registrada a maior alta dos últimos 11 anos
O governo israelense declarou que pode estender o cessar-fogo por um dia a cada 10 reféns adicionais libertados pelo Hamas
Unesco entrevistou 2.400 pessoas entre junho e outubro de 2023
Acordo entre os países garante a isenção do documento pelo menos até 2026